Fale com Suporte
voltar
Compartilhar:
6 maneiras de usar inteligência artificial em grandes empresas

6 maneiras de usar inteligência artificial em grandes empresas


Vista durante muito tempo como algo distante, a inteligência artificial está totalmente presente nas grandes empresas. A incorporação tem sido cada vez maior, uma vez que a indústria 4.0 é o contexto atual. Trata-se de máquinas com capacidade de lidar com dados para transformá-los em base para atuação, replicando comportamentos humanos.

Cada companhia, no entanto, utiliza a inteligência artificial da maneira que melhor convém. As possibilidades são inúmeras, indo do atendimento até o monitoramento de dados. A tecnologia não substitui exatamente pessoas, mas dá suporte para que uma série de tarefas sejam automatizadas, gerando maior produtividade.

Neste post você entenderá melhor como a inteligência artificial é utilizada pelas empresas atualmente. Veja seis exemplos de aplicação e como funcionam!

1. Automatização de processos administrativos

Os processos administrativos em empresas são grande parte do trabalho cotidiano. Muitos são simples e repetitivos, o que toma bastante tempo de colaboradores, mas não exigem uma percepção mais analítica e estratégica. Diante disso, as soluções de inteligência artificial passaram a ser aplicadas visando resultados.

Por que designar um colaborador a efetuar todos os pagamentos necessários em determinada data se isso é um trabalho que pode ser automatizado? O tempo gasto nesses processos impacta diretamente a produtividade e, principalmente, as tarefas mais complexas. O colaborador pode se dedicar a algo mais importante!

As rotinas administrativas são relevantes, mas elas podem ser executadas por máquinas, graças à programação que a inteligência artificial possibilita. Dessa forma, profissionais capacitados ficam livres para focar demandas estratégicas do cotidiano, em que sua qualidade e conhecimento são realmente exigidos.

2. Implementação de chatbots para otimizar atendimentos

O atendimento é parte importante do relacionamento que as empresas precisam estabelecer com seus clientes. Parte disso está ligado também a canais eficientes e em que o público consiga solucionar qualquer demanda de maneira rápida e prática. Os chatbots são uma ferramenta que vieram para solucionar esse desejo.

Os chatbots captam os dados dos questionamentos dos consumidores, analisam as mensagens e oferecem respostas coerentes. Tudo isso acontece graças a uma programação que os capacita com um banco de dados de informação e com a automatização de respostas.

Assim, esse banco de dados aumenta de acordo com novos tipos de pergunta, linguagem e dados. O cliente acessa esse atendimento em um chat no site da empresa e, por meio dele, consegue obter respostas e até mesmo agendar consultas ou conseguir outros tipos de solicitações. 

3. Monitoramento de dados e avaliação

O trabalho com dados já é uma realidade às empresas que querem entender mais de si próprias e do mercado. Coletar, analisar e estruturar essas informações permite perceber tendências e comportamentos, algo que também precisa do suporte da inteligência artificial. Afinal, o trabalho precisa ser otimizado.

Nesse contexto, o papel dos recursos de inteligência artificial se dão justamente na automatização da análise de dados. Os sistemas que têm essa base são capacitados a detectar comportamentos recorrentes e outras situações que são interessantes para a empresa. Assim, padrões são facilmente observados.

Uma empresa consegue, por exemplo, entender melhor os hábitos de consumo de seus clientes, ou saber em quais etapas da logística há gargalos. Os sistemas com base em inteligência artificial ajudam a detectar essas questões com clareza. A partir disso, gestores podem tomar decisões em prol de melhorias para a empresa.

4. Planejamento e acompanhamento de rotas

Pouca gente percebe, mas a inteligência artificial está presente até mesmo nos hábitos mais comuns do cotidiano. Os motoristas atuais não costumam abrir mão dos aplicativos de rotas, já que eles ajudam a traçar os melhores trajetos, saber onde o tráfego está mais pesado e são verdadeiros suportes de navegação.

A mesma lógica é aplicada por parte das empresas, mas em maior escala. O mesmo sistema de planejamento de rotas utilizado comumente em um app como o Waze está integrado a sistemas de logística de algumas empresas. A partir deles, colaboradores conseguem confeccionar rotas eficientes para seus transportes.

Esses sistemas utilizam a inteligência artificial para, a partir da combinação de informações, apontar qual a rota mais adequada considerando tempo e distância. Além disso, por meio de uma atualização em tempo real, ele informa sobre engarrafamentos e acidentes. Isso traz ganho em tempo para transportadoras.

5. Disparo de anúncios personalizados

A automação do marketing é um dos grandes avanços que foram possibilitados por conta das tecnologias digitais. Nesse caso, a inteligência artificial também se faz presente para possibilitar uma detecção de perfil de cada usuário da web. A partir disso, é possível disparar anúncios e ações de marketing mais estratégicas.

Acontece da seguinte forma: se aquele usuário executou alguma ação específica que o classifique como alvo do anúncio, o disparo será feito para ele automaticamente. Tudo com base em dados de navegação, acesso de determinadas páginas e, no geral, de acordo com a preferência de cada um.

Cada vez mais as empresas têm desenvolvido estratégias de marketing dessa maneira. A ideia é captar o máximo de usuários sem precisar de disparos manuais. Basta configurar as campanhas com os parâmetros desejados e, quando as ações do usuário forem compatíveis, automaticamente ele visualizará o anúncio. 

6. Produção na indústria

A indústria 4.0 tem como base a tecnologia aplicada às ferramentas. Máquinas têm a capacidade de se integrar com bases e outros aparelhos para enviar informações sobre seu desempenho e também para serem comandadas. Na produção, a inteligência artificial também aparece como forma de otimizar os processos.

Máquinas podem registrar seus próprios desempenhos e gerar informações sobre isso, criando uma base de dados para análise de gestores. A partir disso, é possível avaliar em qual nível está a capacidade de trabalho dessas ferramentas e como isso está impactando a linha de produção como um todo.

A inteligência artificial também possibilita que máquinas e ferramentas lidem com demandas comuns ao cotidiano de maneira automatizada. Isso facilita muito os comandos de equipamentos, dispensando a operação de colaboradores. Nesse cenário, eles se resumem a acompanhar o trabalho e registrar informações.

Grandes empresas mundiais já têm a inteligência artificial como recurso indispensável em suas rotinas. Do atendimento à produção, ganhos estratégicos e de produtividade podem ser alcançados!

Já que o assunto é tecnologia, saiba como aplicar a inovação na gestão de uma empresa!

Artigos relevantes

Como a virtualização de dados da Denodo transforma seu negócio

Como a virtualização de dados da Denodo transforma seu negócio


Descubra como a parceria entre Denodo e Toccato transforma o seu negócio! Com a virtualização de dados da Denodo e…

Leia mais
Revolucionando o varejo: o papel do BI nos supermercados

Revolucionando o varejo: o papel do BI nos supermercados


Entre prateleiras repletas e corredores movimentados, se esconde um desafio para todo varejo: entender e satisfazer o consumidor moderno, que…

Leia mais
Transformação corporativa: WAM e Toccato elevam o BI com Qlik

Transformação corporativa: WAM e Toccato elevam o BI com Qlik


Você já parou para pensar no poder que os dados têm para impulsionar o crescimento e a eficiência da empresa…

Leia mais

Calcule a sua maturidade em dados