Fale com Suporte
voltar
Compartilhar:

Você sabe o que é Total Cost of Ownership? Entenda por que calculá-lo!


Você sabe o que é Total Cost of Ownership? Entenda por que calculá-lo!

 

Você já ouviu falar de Total Cost Of Ownership (ou TCO)? 

 

Apesar de ser um termo muito falado e extremamente importante no universo de TI, muitos gestores ainda não compreendem o papel dessa ferramenta. Como consequência desse desconhecimento, diversos prejuízos podem surgir no cotidiano do negócio, como o processo de tomada de decisões, por exemplo. 

 

Por outro lado, um gestor que domina o TCO consegue expandir ainda mais a real situação da empresa. Facilitando a percepção de novas oportunidades e permitindo que gargalos sejam evitados. E aí, qual dos dois exemplos você quer ser?

 

Caso queira seguir o segundo exemplo, siga a leitura e confira o que é Total Cost Of Ownership e como calculá-lo!

 

Total Cost of Ownership: afinal o que é TCO?

Em poucas palavras, o Total Cost of Ownership é basicamente um cálculo que examina todos os custos e benefícios diretos e indiretos que uma determinada solução de TI pode trazer para o seu negócio. 

 

O foco principal dessa fórmula, por sua vez, é ajudar o coordenador a colocar na balança os lucros e prejuízos que a nova aquisição trará, definindo se o novo negócio será ou não rentável. 

 

Fazer esse cálculo é importante por diversos motivos. Como por exemplo, entregar ao gestor a possibilidade de saber exatamente quais consequências financeiras o novo investimento trará. 

 

Quais fatores são importantes para calcular o TCO?

Para compreender de vez a importância do TCO, é preciso levar em consideração: quando contratamos uma solução, normalmente só avaliamos o valor inicial da aquisição, sem observar os custos adicionais que ocasionalmente podem surgir, como: 

 

  • Manutenção preventiva e de rotina;
  • Custos para o treinamento da equipe;
  • Equipamentos;
  • Gastos com energia;
  • Contratação de profissionais de TI;
  • Segurança física;
  • Reparos inesperados;
  • Redundância de resfriamento;
  • Custos de assinaturas e licenças de aplicativos;
  • Suporte e gestão.

 

Todos esses pontos, quando colocados na ponta do lápis, podem somar e muito no valor que você fechou inicialmente pela tecnologia contratada. E são esses e diversos outros itens que o TCO ajudará a avaliar. 

 

Por que é importante calcular o TCO na hora de fazer um investimento?

 

Como citamos ao decorrer desse artigo, calcular o TCO pode render diversas vantagens para a saúde financeira do seu negócio. Afinal, estamos falando de uma métrica que avalia se determinada aquisição trará retornos esperados.  

 

Sendo assim, o Total Cost of Ownership dá nas mãos do líder um poder muito importante: o de checar se contratar uma solução vale a pena ou não. Tudo isso considerando não somente o preço inicial, como também os custos produzidos depois da implementação do sistema. O que isso significa? Simples: economia e redução de gastos desnecessários. 

 

Assim, o gestor poderá basear sua tomada de decisões nos números encontrados nessa métrica. Afinal, eles indicam de fato como está a situação da empresa. Além disso, o TCO também dá mais argumentos para que negócios melhores possam ser fechados com os fornecedores. 

 

No contexto da migração para a nuvem, é muito comum vermos organizações que ainda encontram percalços na hora de avaliar o próprio valor. Muito disso ocorre justamente pela grande quantidade de componentes que devem ser analisar nesses trâmites. 

 

Algumas pessoas insistem em comparar as soluções em nuvem com a manutenção de infraestrutura interna da instituição. O TCO, por sua vez, atua em uma função muito importante nesse cenário: entregar o suporte necessário para que o gestor verifique qual das duas opções se encaixa melhor na realidade da instituição.     

 

A realização de uma análise sobre os gastos de uma TI interna e investimentos em Cloud Computing não são simples. Sendo assim, surge a necessidade de examinar ponto por ponto de cada opção para verificar qual conta com um custo/benefício mais interessante. 

 

De modo geral, a computação em nuvem vem sendo uma alternativa muito utilizada para empresas que buscam reduzir os custos operacionais. 

 

Como calcular o TCO?

Agora que compreendemos o conceito do assunto e sua importância para o cotidiano de uma empresa, talvez você esteja com uma dúvida específica: afinal, como calcular o TCO? 

 

Bem, podemos afirmar que colocar esse processo em prática não é uma tarefa das mais difíceis. Para tirar essa fórmula do campo das ideias, você deverá considerar três aspectos: 

  • Aquisição do serviço; 
  • Implementação;
  • Gastos gerais com manutenção.

 

Confira abaixo mais detalhes sobre cada etapa:

Custos de aquisição

Essa fase está associada totalmente ao custo total do investimento. Aqui, são levados em conta fatores como os custos para a compra de hardware e software, obsolescência e depreciação, por exemplo. 

 

Custo de implementação 

Depois de comprar o produto, o próximo passo é a sua implementação e os custos que esse processo exige. Além da instalação, deverá ser colocado na balança também outros itens como configuração, e customização da solução. 

 

Nessa etapa, o gestor também precisará considerar fatores como o custo das horas de treinamento para a equipe, além da curva de aprendizado necessária para a operação da ferramenta de forma plena. 

 

Custo de manutenção 

Por último mas não menos importante, temos também os custos de manutenção. Afinal, para que o sistema permaneça operando de maneira eficiente, é necessário que periodicamente ele seja avaliado por uma equipe especializada. 

 

Conheça a Toccato!

Se você chegou a leitura até aqui, muito provavelmente você está buscando se aprofundar no mundo do TI, correto? Nesse contexto, a Toccato pode ser uma grande aliada do seu negócio. 

 

Contando com soluções visando potencializar a eficiência da sua empresa por meio de um requintado sistema de Business Intelligence, a Toccato está preparada para te ajudar a crescer ainda mais. 

 

Para mais textos como esse, conheça nosso blog! Confira nosso material gratuito sobre redução de custos com Business Intelligence. Acesse o link e saiba mais!

 

Artigos relevantes

Como a virtualização de dados da Denodo transforma seu negócio

Como a virtualização de dados da Denodo transforma seu negócio


Descubra como a parceria entre Denodo e Toccato transforma o seu negócio! Com a virtualização de dados da Denodo e…

Leia mais
BigQuery: seu Data Warehouse para impulsionar a inovação

BigQuery: seu Data Warehouse para impulsionar a inovação


Se você está em busca de uma solução eficiente para armazenar e analisar grandes volumes de dados, então o BigQuery…

Leia mais
Toccato + Google Cloud: nova parceria em Cloud Computing

Toccato + Google Cloud: nova parceria em Cloud Computing


Temos o prazer de anunciar uma nova dimensão em nossa oferta de serviços: a parceria da Toccato com o Google Cloud…

Leia mais

Calcule a sua maturidade em dados