Fale com Suporte
voltar
Compartilhar:
Tomada de decisão colaborativa: como aplicar na sua empresa?

Tomada de decisão colaborativa: como aplicar na sua empresa?


A tomada de decisão colaborativa é a cultura da deliberação inserida de maneira profunda na organização. Ela descentraliza o pensamento corporativo e promove ações e resultados maiores e mais sustentáveis.

Também é resultado de um movimento que ganhou força nos últimos anos em todo o mundo, especialmente por conta da transformação digital pela qual as organizações estão passando.

A tecnologia está cada vez mais inserida no mundo corporativo, tendo se tornado um fator determinante para o sucesso ou fracasso das organizações. Dessa forma, é essencial a utilização de ferramentas para auxiliar a tomada de decisão, tornando-a mais efetiva e melhorando os resultados.

Ao mesmo tempo que a escolha de uma boa solução tecnológica é importante, é preciso destacar também a importância do processo colaborativo. Afinal, quanto mais cabeças pensantes, maior a possibilidade de sucesso. E por que não unir as duas coisas?

Sim. Já temos diversas tecnologias que tornam possível elaborar estratégias, criar produtos, entre outras coisas, utilizando uma ferramenta de colaboração.

Neste artigo, você descobrirá a importância da tecnologia na tomada de decisão colaborativa e os benefícios e oportunidades desse movimento. Continue lendo para entender!

A importância da tomada de decisão colaborativa nas organizações

A tomada de decisão é, certamente, a função mais importante do gestor. Esse processo influencia diretamente o sucesso do negócio, impactando nos indicadores de desempenho, como lucratividade, segurança de processos e produtividade.

Ou seja, a tomada de decisão envolve todos os setores, e a eficácia desse processo é determinante para a boa continuidade de muitos trabalhos.

Quando falamos de tomada de decisão colaborativa, estamos acrescentando um elemento a mais: a participação dos diversos envolvidos na responsabilidade global do sucesso corporativo — liderados, colaboradores de outros departamentos e parceiros de negócios.

Para conseguir minimizar os erros e impulsionar os acertos, o gestor antenado com a importância da colaboratividade sabe que necessita da colaboração de todos, em especial o setor tecnológico da empresa. Ele entende que não dá mais para esperar da TI apenas suporte técnico e que é preciso dialogar e buscar soluções mais inovadoras para desafios cada vez maiores.

Ao ter um diálogo de proximidade com a TI, o executivo de negócio pode conhecer ferramentas que facilitam o seu dia a dia e tornam seu trabalho mais analítico. Por meio de soluções como o BI, por exemplo, ele tem à sua disposição a análise preditiva, para simular cenários, associar informações e gerar ideias para auxiliar no processo de decisão e servir como apoio durante a criação das estratégias.

Como agora as empresas mais competitivas estão dando ênfase à gestão orientada a dados, é preciso unir a expertise do planejamento estratégico e dos negócios com o conhecimento técnico. Por exemplo, conseguir decisões mais hábeis e eficientes por meio das informações extraídas dos bancos de dados — que são gerenciados pelos profissionais de tecnologia.

4 passos para realizar uma tomada de decisão colaborativa eficiente

Para que o processo funcione corretamente, é preciso seguir algumas etapas predeterminadas. Muitos especialistas em decisão colaborativa dividem esse processo em 4 partes. Confira a seguir.

1. Descoberta do problema: qual é o problema?

Nem todos os problemas empresariais estão visíveis. Muitas vezes, essa visibilidade não acontece porque as pessoas que estão no cotidiano da operação não são convidadas a buscá-la.

Os chamados gargalos, que são problemas encobertos por camadas de falsa normalidade, só vêm à tona com a colaboração. E mais: o olhar externo pode ser ainda mais clínico. Por isso, é fundamental promover a integração de equipes distintas, fomentar o benchmarking e encorajar os profissionais a dar sugestões e reportar dificuldades.

2. Descoberta da solução: quais são as respostas cabíveis?

Uma vez que um problema é detectado, quanto mais cabeças pensarem nele, mais fácil e rápido será solucioná-lo. É hora de pedir que os colaboradores e parceiros de negócio deem seus “pitacos”.

Com uma grande quantidade de respostas, fica mais simples encontrar as mais viáveis e cabíveis. É aquele velho ditado: a criatividade vem com ideias sobrando, nunca faltando.

3. Escolha das soluções: qual é a melhor solução a ser tomada?

Na hora de decidir quais são as soluções que devem ser tomadas para superar desafios já mapeados e devidamente categorizados, a colaboração também é fundamental.

Muito provavelmente, o número de pessoas envolvidas nessa etapa diminui, uma vez que os gestores e a direção do negócio têm poder de decisão. Ainda assim, é possível deliberar e ouvir opiniões e propostas.

4. Teste da resposta escolhida: a solução escolhida está funcionando? O que podemos fazer para melhorá-la?

A quarta etapa da tomada de decisão colaborativa é o teste da solução escolhida. É preciso verificar se o que foi pensado inicialmente de fato funciona e avaliar quais ajustes precisam ser feitos.

Quanto mais olhos observarem, mais simples e eficiente será essa realização. É preciso descentralizar para que a colaboratividade realmente esteja completa. Também é importante comemorar os resultados e dividir as lições aprendidas com todos os envolvidos no processo.

Benefícios da tomada de decisão colaborativa com o auxílio da tecnologia

Embora caiba ao líder o papel de decidir, certamente contar com diferentes opiniões é um fator muito importante. Se todos da empresa concordarem com você, de que adianta ter as outras pessoas? Por isso, contar com profissionais de diferentes formações, idades e culturas é fundamental.

Mas, para tudo isso funcionar, é preciso contar com a colaboração dos sistemas da informação para organizar, planejar, controlar e coordenar.

Veja, a seguir, as principais vantagens que podem ser obtidas pela utilização de uma solução de colaboração para tomada de decisão.

Obtenção de resultados

O trabalho de um gestor já se concentra em supervisionar e planejar as atividades de outros colaboradores visando o desenvolvimento. Ao tomar uma decisão, o gerente deve focar em estratégias para impulsionar a produtividade e melhorar os resultados. É aí que utilizar a tecnologia faz toda a diferença.

A tecnologia alinhada à tomada de decisão tem como maior benefício a possibilidade de mostrar, de fato, as informações que são relevantes para a criação das estratégias. Além de apresentar os dados corretos, a tecnologia oferece as respostas certas para os principais questionamentos que o líder precisa responder.

Dinamismo

Para que viver na era tecnológica se não a utilizarmos da melhor maneira? A tomada de decisão colaborativa é importante para o gestor, pois torna todo o processo muito mais dinâmico.

Com o sistema de informação a seu favor, o executivo não apenas terá as informações corretas para suas perguntas, como também conseguirá isso em tempo real. Ou seja, dados atualizados e precisos a qualquer momento.

Além disso, eles podem ser configurados para captar automaticamente informações de diversas fontes. Por exemplo, é possível capturar dados internos, como os dados de clientes, produtos mais vendidos e estoque. Além disso, fontes externas podem ser usadas, como informações de redes sociais, locais que os clientes visitaram, renda mensal etc.

Obter esses dados de forma ágil e dinâmica ajuda a tomar decisões como:

  • tipo de produto de que o cliente precisa;
  • item a priorizar em uma campanha de marketing;
  • qual tipo de pagamento oferecer;
  • qual é a melhor forma de entregar etc.

Segurança das gestões estratégicas

Muitas empresas costumam dizer que depois dos colaboradores, a informação é o que elas têm de mais valioso. Não é para menos, afinal, em muitos casos os dados podem valer bilhões. Sendo assim, as informações contidas em um processo de tomada de decisão são importantíssimas e não podem ser vazadas ou acessadas por pessoas não autorizadas.

Com os sistemas, o gestor consegue garantir a segurança das informações que estão contidas no planejamento da tomada de decisão e ainda organizá-las de forma que só os colaboradores autorizados tenham acesso. Assim, ele tem a possibilidade de executar o projeto em etapas, controlando e sendo mais eficaz durante a aplicação.

Extração e organização de dados na tomada de decisão colaborativa

Por fim, é importante ressaltar que a tomada de decisão colaborativa não é um processo que o gestor guarda para si. Acontece quando ele planeja e organiza estratégias para melhorar o gerenciamento das equipes, dialoga, fomenta a participação e observa e mensura os resultados esperados e obtidos.

Por isso, ter um banco de dados que auxilie na gestão empresarial faz toda a diferença para a tomada de decisão. Um desenvolvimento eficaz e eficiente de um gerenciamento passa pela criação de uma infraestrutura de dados que atue de forma segura e seja o suporte necessário para o gestor e sua equipe.

Podemos dizer que a principal função de manter um banco de dados trabalhando de forma eficiente é transformar os dados em informações de qualidade, a informação em conhecimento estratégico e o conhecimento em vantagem competitiva, com agilidade e flexibilidade.

Em suma, como você viu, a tomada de decisão colaborativa é essencial no atual mundo corporativo, que é cada vez mais competitivo e que exige respostas rápidas e precisas. Para isso, o líder necessita de uma solução que forneça dados e informações e ajude a agrupar as diretrizes estratégicas. Ele deve escolher uma boa ferramenta que atenda às necessidades específicas do seu negócio e aplicar as dicas aqui listadas para elevar os resultados de sua empresa.

O que você tem feito para que a tomada de decisão colaborativa passe a fazer parte da cultura da sua empresa? Fale conosco e veja como nossas soluções e serviços podem auxiliá-lo nesse importante movimento!

ebook-produtividade-versus-reducao-de-custos

Artigos relevantes

Toccato + Google Cloud: nova parceria em Cloud Computing

Toccato + Google Cloud: nova parceria em Cloud Computing


Temos o prazer de anunciar uma nova dimensão em nossa oferta de serviços: a parceria da Toccato com o Google Cloud…

Leia mais
Revolucionando o varejo: o papel do BI nos supermercados

Revolucionando o varejo: o papel do BI nos supermercados


Entre prateleiras repletas e corredores movimentados, se esconde um desafio para todo varejo: entender e satisfazer o consumidor moderno, que…

Leia mais
A Toccato mudou: saiba tudo sobre o nosso rebranding

A Toccato mudou: saiba tudo sobre o nosso rebranding


ocê reparou que a Toccato mudou? Nossa marca passou por uma transformação significativa, refletindo nosso compromisso com a inovação e…

Leia mais

Calcule a sua maturidade em dados