Fale com Suporte
voltar
Compartilhar:
6 dicas para tomar decisão corretamente usando a cultura data driven

6 dicas para tomar decisão corretamente usando a cultura data driven


A gestão estratégica de empresas é baseada em tomar decisões corretamente. Gestores sabem que suas escolhas e direcionamentos podem trazer bons resultados e, para isso, mais do que nunca os dados são fundamentais. Atualmente, muitas informações são geradas graças à grande imersão das empresas na era digital.

Praticamente toda atividade realizada em softwares e sistemas gera dados. Usá-los para administrar uma empresa é uma cultura e tem nome: data-driven. A partir dessas informações, é possível conhecer melhor o negócio, entender seus resultados, prever cenários e tomar as decisões certas.

Neste post, você entenderá como utilizar essa filosofia de trabalho para o melhor direcionamento do negócio. Confira 6 dicas para otimizar a tomada de decisão!

1. Trabalhe na detecção de problemas e de suas soluções

Onde sua empresa erra? O que não dá certo? Quais os principais problemas enfrentados? Essas são perguntas complexas, mas que, se respondidas, podem fazer muita diferença. É fundamental detectar o que impede o desenvolvimento do negócio, para então trabalhar na solução mais adequada.

Os dados podem ser de grande valor nessa etapa. Eles ajudam a entender quais atividades da empresa não estão com o desempenho esperado. Com uma visão analítica competente, fica mais fácil de enxergar nesses números o que eles traduzem das operações da empresa. A partir disso, o trabalho é no sentido de solucionar.

As informações sempre trarão mais capacidade aos gestores de perceber onde a empresa pode melhorar. No sentido de remover problemas, é ainda mais fácil e preciso usar informações na detecção e solução dessas questões.

2. Centralize as informações para tomar decisão

Para tomar decisão, os gestores precisam de informações de fácil alcance. Elas devem estar reunidas em uma só plataforma, na qual a manipulação e a consulta de dados seja prática. Centralizar todos esses resultados simplifica muito a forma como os colaboradores lidam com um grande volume de dados gerados a todo momento.

Sistemas modernos com base na cultura data-driven já fazem isso. Eles são capazes de recolher dados de diversas fontes e reuni-los em um só local. É fundamental buscar essa centralização, já que ela torna o cotidiano muito mais produtivo e prático. Chegar a bons resultados depende também de tarefas simples.

Nesse trabalho de geração de insights e percepção de tendências, as empresas precisam do suporte de plataformas. Elas conseguem fazer essa centralização, o que permite o acesso e a visualização fáceis para todos os departamentos.

newsletter toccato

3. Entenda a capacidade dos colaboradores

Boas equipes formam empresas competitivas. Esses talentos precisam ser captados, treinados e também devem ser alocados onde melhor performam. Os gestores dependem diretamente do trabalho de seus funcionários e também é seu papel entender como cada uma dessas pessoas ajuda na solução de questões.

A tomada de decisão depende da solução de demandas comuns ao dia a dia de uma empresa. Montar uma boa equipe de funcionários é entender a qualificação de cada um e direcioná-los para as atividades certas. Esse entendimento permite montar departamentos sólidos, entrosados e capazes de gerar boas análises.

Esse é o cenário perfeito para trabalhar com pessoas capacitadas para lidar com todo tipo de desafio. Ao entender a qualificação de cada colaborador, o gestor tem a certeza de que eles levarão boas percepções para suas escolhas em prol da estratégia.

4. Planeje e antecipe possíveis problemas

O planejamento é parte fundamental na gestão estratégica de um negócio. Antever oportunidades de crescimento faz parte disso, mas também é necessário estudar o que pode dar errado. Essas variáveis são inerentes a qualquer atividade, por isso, um estudo de riscos e possibilidades confere maior proteção e o fator de antecipação.

Ciente do que pode acontecer, a empresa já tem medidas úteis que ajudarão a lidar com qualquer problema. Isso só acontece quando a análise dos dados gerados é feita sobre essa diretriz. Mais que propor novas ações para ganhos, as informações colhidas e administradas devem proteger de perdas e situações de risco.

Planeje sempre o que pode acontecer, dentro de uma análise realista e em prol da preservação das atividades e dos patrimônios. Isso também será de grande utilidade para possíveis tomadas de decisões futuras.

5. Simule diferentes resultados

Probabilidades existem para ser avaliadas com toda dedicação. Os diferentes cenários que a empresa pode alcançar vão gerar situações igualmente distintas. Simular esses resultados ajuda a ter uma preparação prévia para quando cada um deles acontecer. Uma atuação estratégica não aceita que seu negócio seja pego desprevenido.

Esse trabalho de simulação ajuda a definir ações estratégicas competentes para cada cenário. De uma forma, ainda que eles não aconteçam tão cedo, é também uma garantia de que gestores estarão prontos para tomar a decisão adequada em um futuro. Esperar diferentes cenários dá o poder de previsibilidade, o que traz muita segurança.

Essa simulação deve ser feita justamente com estudo em dados. Análises ajudam a entender como essas situações seriam alcançadas. Com propostas já bem desenhadas em cada uma delas, o gestor saberá exatamente o que fazer.

6. Implemente a cultura data-driven

A cultura data-driven é mais do que uma alternativa. Atualmente, é fundamental se basear em dados para gerir empresas. Uma postura estratégica, que trabalha com metas, objetivos e resultados, só pode ser adotada se há o acesso à informações valiosas, seja do mercado ou de todas as atividades de um negócio.

Dados ajudam diferentes departamentos em suas análises. Cada um deles tem uma perspectiva, metas e objetivos em prol da estratégia da empresa. Com acesso à essas informações, é possível ter percepções específicas. A partir desses dados são gerados os insights para os direcionamentos exatos, para tomar decisões e gerar oportunidades.

Com a prática de data-driven na empresa, é possível transformar todo esse alto nível de informações em material útil para gestão estratégica. Essa cultura deve ser a base das empresas modernas, que sabem extrair o melhor de seus dados.

Tomar decisão sem erros, com responsabilidade e dentro do que o negócio tem como estratégia é o que toda companhia busca atualmente. Com essas 6 dicas será possível fazer as escolhas certas e alcançar o desenvolvimento do negócio.

Os relatórios gerenciais são de grande importância! Saiba, neste postcomo o BI pode ajudar a gerá-los com maior qualidade.

ebook-toccato-planejamento-estrategico-e-bi

Artigos relevantes

Toccato + Google Cloud: nova parceria em Cloud Computing

Toccato + Google Cloud: nova parceria em Cloud Computing


Temos o prazer de anunciar uma nova dimensão em nossa oferta de serviços: a parceria da Toccato com o Google Cloud…

Leia mais
Revolucionando o varejo: o papel do BI nos supermercados

Revolucionando o varejo: o papel do BI nos supermercados


Entre prateleiras repletas e corredores movimentados, se esconde um desafio para todo varejo: entender e satisfazer o consumidor moderno, que…

Leia mais
A Toccato mudou: saiba tudo sobre o nosso rebranding

A Toccato mudou: saiba tudo sobre o nosso rebranding


ocê reparou que a Toccato mudou? Nossa marca passou por uma transformação significativa, refletindo nosso compromisso com a inovação e…

Leia mais

Calcule a sua maturidade em dados